Saudoso 2011

Reflexões de fim de dia: não, não é uma reclamação. É apenas uma saudosa homenagem a 2011.
Foi sem dúvida o ano em que mais trabalhei em toda minha vida e passou tão rápido.
Dividi pizzas e noites a dentro com pessoas tão especiais. Acredito ter feito amigos de verdade quando lembro do meu ex assistente chorando como criança quando me despedi. Ou de quando não consegui zuar pela última vez meu ex chefe porque se eu abrisse a boca pra falar “tchau” eu iria chorar.
Que oportunidade que a vida me deu de dividir isso com aquelas pessoas… E duvido muito, que em algum outro momento, aquela combinação fantástica de risadas estará lado a lado das 09h às “hora que o job acabar”.
Sinto falta dos meus “favoritos”, leitura diária sobre casamentos, o meu ano de preparação… esbravejei aos quatro cantos o quanto aquilo era enlouquecedor, mas me empenhei e vi referências até para o clima e o tempo. Nem tudo deu certo, mas agradeci por ter lido em algum dos meus mil blogs favoritos, ao ver a tremenda tragédia que fizeram com meu bolo de casamento, que amor chama mais atenção do que o bolo. E foi exatamente o que aconteceu. E foi fantástico. E foi lindo. Pena que já foi, poderia viver naquele dia pra sempre.
Peço desculpas ao clube das mulheres, por ter deixado um pouco de lado nossos sagrados “barzinhos”, mas ao contrário do que muita gente pensa, falta de tempo é diretamente proporcional à responsabilidade que se vai conquistando na vida. Ter vocês ao meu alcance deixava tudo para o próximo sábado, hoje, não ter me dói. Receber uma mensagem exatamente enquanto escrevo isso “saudade nego véio”, me faz chorar e olha, não chorei no meu casamento hehehe.
Sabendo eu que em breve eu perderia a mamata de ter minha mãe e pai diariamente, tentei ao máximo comer todas as “pipocas” de fim de dia possíveis com eles. Mas, mal sabia eu que mudança pouca é bobagem e que eu simplesmente não deveria ter feito mais nada da vida na parte da noite. Mãe e pai, a sensação mais estranha do mundo foi oferecer um “quer um café, pai?” na minha própria casa e olha, que saudades infinitas pro resto da vida. Amo vocês demais.
E como eu disse, não, não é uma reclamação, 2012 veio cheio de vida, NOVA. Há 15 anos peço para morar na praia, há 25 desejo ter um amor verdadeiro para o resto da vida, há 7 desejo dormir na hora do almoço e quando você conquista estas 3 coisas de uma vez só, não pode nunca mais reclamar de nada, apenas… saudar…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: